Logo Cora Premium

Quando levar o ente querido para um lar de idosos? Descubra! 

Compartilhe este post:

A decisão de levar o ente querido para um lar de idosos é uma das escolhas mais delicadas e desafiadoras que as famílias enfrentam. Muitas vezes, essa decisão vem acompanhada de uma série de emoções conflitantes e dúvidas sobre o momento certo para fazer essa transição na vida do idoso.  

Por isso, neste blog post, exploraremos os diversos aspectos dessa decisão, discutindo motivos que justificam a mudança para um residencial, abordando os sentimentos experimentados pelos familiares e enfatizando a importância de manter o contato e acompanhar de perto o ente querido. 

Boa leitura! 

Motivos para levar o ente querido para um lar de idosos 

Quem tem uma pessoa querida que chegou à velhice pode se perguntar se tem oferecido os melhores cuidados, garantindo seu bem-estar físico e emocional.  

Também pode ter dúvidas de quando é o momento certo de levar o ente querido para um lar de idosos. 

Para dar segurança e ajudar nessa decisão complexa, listamos os principais motivos para considerar essa opção. Acompanhe cada um deles e decida sem medo de errar! 

1- Necessidade de segurança em geral 

Um dos principais motivos para considerar a mudança para um lar de idosos é garantir a segurança e os cuidados especializados que muitos idosos necessitam. 

Residenciais dedicados oferecem uma equipe treinada para lidar com as necessidades médicas, fornecendo assistência constante e monitoramento adequado. 

Entre os riscos que envolvem a vida do idoso que fica só em sua casa, podemos destacar problemas de esquecimento. Como deixar o fogo aceso ou as portas abertas, abrir a porta para pessoas estranhas, atender ligações de golpistas, tomar erroneamente seus remédios, etc. 

2- Se as quedas são frequentes pode ser o momento de levar o ente querido para um lar de idosos 

As quedas representam um perigo grave, podendo causar lesões sérias até, ser fatal. Assim, se a pessoa querida cai com frequência, pode ser um sinal de que a segurança dele está em risco.  

Os profissionais de residenciais para terceira idade, por outro lado, têm experiência em cuidar de idosos com dificuldades de mobilidade.  

Além do mais, as instalações são projetadas para minimizar riscos de segurança e há atividades físicas regulares para melhorar a força física do residente.  

3- Chamadas telefônicas constantes, especialmente à noite  

Se você está sempre de olho em seu smartphone, checando se aquela pessoa amada vai ligar para pedir algum tipo de ajuda, talvez seja a hora de levar o ente querido para um lar de idosos. 

Muito comum em pacientes com demência, o aumento da confusão, agitação e ansiedade no final do dia pode se tornar uma responsabilidade muito grande, inclusive afetando a rotina familiar e gerando situações de estresse. 

4- Levar o ente querido para o lar de idosos evita o isolamento social 

O isolamento social é um problema significativo para muitos idosos, especialmente aqueles que perderam cônjuges ou amigos próximos.  

No entanto, o ambiente social estimulante de residenciais para terceira idade, como o Cora Premium, propicia oportunidades para interação.  

Para isso, há um planejamento criterioso de atividades recreativas, onde os residentes podem criar laços de amizade, se divertir e ocupar o tempo de modo positivo, o que colabora para que tenham maior qualidade de vida. 

5- Consultas médicas cada vez mais frequentes 

Visitas frequentes ao hospital ou ao médico estão afetando o dia a dia familiar e do próprio idoso? Então, a saída pode ser levar o ente querido para um lar de idosos, cuja estrutura inclui profissionais especializados.  

O Cora Premium, por exemplo, tem uma equipe composta por geriatras, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas e outros colaboradores com ampla experiência nos cuidados da terceira idade. 

Desse modo, o idoso pode ter uma rotina mais tranquila, realizando consultas e exames no local, sem perder tempo ou se cansar com a locomoção. 

6- A casa e/ou jardim está sempre em desordem 

O jardim que sempre foi o orgulho do idoso está abandonado? A pia fica sempre cheia de louça para lavar? A casa não fica limpa e organizada? 

Pois esses são sinais inequívocos de que a pessoa querida não consegue mais cuidar dos afazeres diários.  

Trata-se de algo natural, com o avançar da idade, porém pode se transformar em um grande problema, afetando a saúde física e emocional do morador.  

Mas, ao levar o ente querido para um lar de idosos como o Cora Premium, o residente não precisa se preocupar com essas tarefas.  

Uma equipe especializada cuida para que todo o ambiente esteja sempre limpo, agradável e pronto para os residentes desfrutarem de bons momentos. Ao mesmo tempo, atua para promover o máximo de autonomia a cada um, considerando suas condições e necessidades. 

7- Os medicamentos estão se acumulando  

Medicamentos acumulados ou em caixas fechadas é mais um sinal de alerta que não pode ser ignorado. Afinal, deixar de tomar a medicação ou tomá-la de forma errada pode gerar consequências graves.  

Levar o ente querido para um lar de idosos, significa ter profissionais treinados à disposição para garantir que ele esteja tomando os medicamentos quando necessário. Isso dá a vocês dois a tranquilidade de saber que sua saúde está sendo monitorada de perto. 

8. Se os hábitos alimentares e de sono mudaram podem indicar a hora de levar o ente querido para o lar de idosos 

É comum que o avanço da idade leve a dificuldades para dormir, mudanças no apetite e, também, dificuldades para cozinhar e preparar as refeições. 

Contudo, pela importância da alimentação e do sono de qualidade, viver em um ambiente onde profissionais preparam alimentos saudáveis e ajudam os residentes a terem uma noite de sono agradável faz toda a diferença para a qualidade de vida. 

Até mesmo os cuidados bucais e com a pele são devidamente considerados quando o ente querido está em um espaço projetado especialmente para o público de terceira idade. 

9- O idoso usa cadeira de rodas ou está preso à cama 

Idosos que usam cadeira de rodas e não conseguem se transferir para a cama ou usar o banheiro de forma independente requerem cuidados extras para várias atividades cotidianas. Entre elas, para consultas e exames médicos, eventos sociais, refeições, etc.  

Os residenciais para idosos conseguem atender a essas necessidades específicas, colaborando para que estejam sempre higienizados, para evitar formação de escaras e oferecendo outras atenções necessárias nessas situações. 

10- A pessoa querida apresenta problemas complexos de saúde física e/ou mental 

Idosos com doenças crónicas complexas, como diabetes ou lúpus, condições progressivas, como a distrofia muscular e a doença de Parkinson, ou doenças cognitivas avançadas, caso da doença de Alzheimer e a doença de Huntington, precisam de cuidados especiais.  

A pessoa amada precisa de cateteres, soro intravenoso ou outros cuidados médicos especializados? Está tendo uma rápida perda de peso? Precisa controlar o nível de açúcar no sangue? 

Dependendo das respostas. Talvez seja o momento de levar o ente querido para um lar de idosos.  

Isso vale para pessoas com Alzheimer ou outra forma de demência, que precisam de cuidados específicos. Elas encontram nos residenciais, como o Cora Premium, a estrutura ideal para maximizar a qualidade de vida e controlar a confusão ou agressividade. 

11- Acesso a cuidados médicos qualificados 24 horas por dia 

Quando as condições de saúde se tornam complexas ou debilitantes, levar o ente querido para um lar de idosos é a solução mais adequada, dando maior tranquilidade aos familiares. 

Profissionais experientes acompanham o residente, ministrando medicação, realizando fisioterapia, garantindo a alimentação adequada e muito mais. Tudo para que o idoso receba o tratamento que precisa para ficar bem e ter o máximo de conforto. 

Ou seja, durante 24 horas por dia, todos os dias da semana, a pessoa está sempre amparada e em segurança. 

12- O idoso se recupera de lesão, acidente vascular cerebral ou cirurgia 

Quem disse que levar o ente querido para um lar de idosos só deve ser uma opção para caso de residência permanente? 

Eles podem ficar temporariamente em um espaço agradável e com estrutura adequada para se recuperarem de problemas mais sérios.  

Para esses casos, os idosos e as suas famílias podem optar por um residencial de idosos ao invés de uma reabilitação domiciliar. Afinal, em um local projetado especialmente para cuidados com a terceira idade e profissionais especializados 24X7, a recuperação costuma ser mais rápida e eficiente. 

Entre as razões para essa recuperação mais rápida, podemos destacar: 

  • Cuidado constante: instalações qualificadas, que geralmente contam com cuidadores a postos 24 horas por dia, gerando maior tranquilidade para a família e proteção para o paciente em recuperação; 
  • Terapia diária: embora os programas de reabilitação domiciliar possam atender alguns casos, as instalações de residenciais qualificadas diferem por oferecer a pessoas com casos graves, acesso a terapias diárias; 
  • Aconselhamento de cuidados profissionais: a reabilitação em residenciais como o Cora Premium conta com uma equipe multifuncional. Ela aplica o tratamento devido, monitora o residente e também determina com segurança quando é seguro dar alta ao seu familiar; 
  • Refeições e higiene: ao levar seu ente querido para um lar de idosos, mesmo que em curtos períodos, você tem certeza de que, além dos cuidados médicos, seu parente receberá cuidados alimentares e os serviços de higiene e limpeza. Ou seja, vocês só precisam focar na recuperação. 

Os familiares e a importância de lidar com as emoções 

É comum que familiares se sintam culpados ao considerar levar o ente querido para um lar de idosos. No entanto, é importante compreender que essa decisão muitas vezes é tomada visando o bem-estar do idoso.  

Afinal, em muitos casos, o ambiente controlado de um residencial oferece um suporte que os familiares podem não conseguir proporcionar em casa.  

Sendo assim, é importante lembrar que a escolha de um lar de idosos não é uma rejeição, mas sim uma maneira de garantir que o ente querido receba os melhores cuidados possíveis. 

Além disso, manter o contato regular, participar de eventos no lar e acompanhar de perto a saúde e a felicidade do idoso são práticas que ajudam a manter os laços familiares.  

Mesmo porque a visita frequente vai além de demonstrar amor e preocupação. É uma oportunidade para compartilhar momentos especiais e criar memórias significativas. 

Situações que dificultam os cuidados oferecidos por familiares 

A decisão de levar o ente querido para um lar de idosos pode ser complexa para muitas pessoas.  

Por isso, listamos algumas situações que justificam essa escolha, confirmando ser o melhor caminho a ser seguido. 

A pessoa que cuida do idoso sente-se constantemente esgotada 

Cuidar de alguém que está na velhice, sem o devido apoio, gera esgotamento físico e mental. Afinal, é complexo supervisionar o ente querido, vendo essa pessoa com dificuldades.  

Vale lembrar que não estando bem, seu humor poderá afetar o idoso, angustiando-o ainda mais. Sem contar que o cansaço interfere nos cuidados, impedindo de oferecer a atenção que ele merece. 

No entanto, levar o ente querido para um lar de idosos não precisa ser uma decisão permanente. Ou seja, você pode optar por uma estadia de curta permanência, enquanto aproveita para tirar umas férias ou, simplesmente, aliviar a rotina por alguns dias ou semanas. 

Durante esse tempo, o familiar receberá os cuidados devidos, poderá se socializar e, até mesmo, descobrir que o local é o mais indicado para viver essa fase da vida. 

Pouco tempo disponível e distância entre a casa do cuidador e da pessoa idosa 

Talvez, mesmo desejando se responsabilizar pelo idoso, você não tenha tempo disponível para isso. Seja por conta de trabalho ou outras obrigações inadiáveis. 

Outro fator de dificuldade pode ser a distância entre as residências, exigindo percorrer trajetos longos e cansativos, tomando parte do tempo e da energia que poderiam ser dedicados ao ser amado. 

Levar o ente querido para um lar de idosos nessas circunstâncias é uma alternativa inteligente e benéfica para ambas as partes. Você pode seguir sua carreira sem se preocupar com o bem-estar da pessoa idosa, enquanto ela recebe atenção de profissionais e, sempre que possível, a sua visita e a de outros familiares. 

O próprio idoso não deseja morar com os familiares 

Uma situação delicada que pode ocorrer e ser motivo para levar o ente querido para um lar de idosos, é quando familiares se oferecem para ter a pessoa mais velha em seus lares, garantindo conforto, carinho e companhia. No entanto, o idoso rejeita a oferta. 

Isso não significa que há falta de amor ou gratidão pelo gesto da família, mas apenas uma preocupação de se tornarem um fardo ou causarem inconvenientes. 

O receio de serem percebidos como uma carga emocional pode pesar nessa decisão, a ponto de preferirem morar em um local dedicado à população dessa faixa etária. 

É nesse contexto que a opção por residir em um residencial para idosos, como o Cora Premium, ganha relevância. Afinal, o residente poderá manter a autonomia condizente com suas condições físicas e emocionais, ao mesmo tempo em que alivia a consciência por não precisar ‘incomodar’ seus familiares. 

Em outras palavras, essa decisão não é uma rejeição à família. Trata-se apenas de um ato de amor, já que, ao tomar essa decisão, o idoso busca manter sua dignidade e minimizar o impacto na vida daqueles que ama.  

Sendo assim, é muito importante que os familiares compreendam essa perspectiva e apoiem a decisão. Assim, vão garantir que a escolha do idoso seja respeitada e que a qualidade dos cuidados seja uma prioridade, independentemente do local de residência escolhido. 

Outras alternativas foram tentadas sem sucesso 

Se você já tentou outros meios, como cuidadores, mas os resultados não foram positivos, considere levar o ente querido para um lar de idosos que seja idôneo e tenha uma infraestrutura adequada. 

Mas antes de definir, faça uma boa pesquisa, verificando os profissionais que trabalham nas instalações e as avaliações do local.  

Na verdade, faça ainda melhor: agende uma visita ao residencial e confira de perto a infraestrutura oferecida e se os residentes estão felizes.  

Embora levar o ente querido para um lar de idosos possa parecer o último recurso, muitas vezes é, de fato, a escolha correta. 

Residenciais são a solução para os casais ficarem juntos em segurança 

Quando pensamos nos cuidados com parentes que estão na terceira idade, muitas vezes a atenção envolve um casal que envelheceu junto e, agora, não tem condições de cuidar adequadamente um do outro. 

Seja porque os dois estão debilitados ou porque um deles precisa de atenção especial que não pode ser suprida pelo cônjuge que ainda dispõe de melhor saúde. 

Para essas situações, o melhor caminho é manter o casal em um mesmo espaço, onde possam dar continuidade à convivência, mas sem comprometer o bem-estar de ambos. 

Mesmo quando há um cuidador que fica na residência durante o horário comercial, há sempre a possibilidade de, na ausência desse profissional, ocorrer algo que exija apoio. 

Para evitar esse risco, levar os entes queridos para um lar de idosos, onde possam estar juntos com a devida supervisão, é uma excelente alternativa. 

O Cora Premium pensou nessa possibilidade e, por isso, criou acomodações para casais. Assim, cada um recebe a atenção que precisa para estar bem, dando continuidade à vida em comum. 

Benefícios de levar o ente querido para o lar de idosos 

A decisão de levar o ente querido para um lar de idosos de alto padrão, como o Cora Premium, proporciona vários benefícios. Alguns deles são: 

  • Atendimento personalizado: sendo uma instituição de alto padrão, o Cora Premium oferece uma ampla gama de serviços adaptados às necessidades de cada residente; 
  • Infraestrutura de qualidade: nossa infraestrutura é moderna e confortável, totalmente voltada para o público da terceira idade, proporcionando um ambiente agradável e seguro para os residentes. 
  • Equipe qualificada: temos equipes bem treinadas, incluindo profissionais de saúde, cuidadores, nutricionistas e outros especialistas para atender às necessidades específicas dos idosos; 
  • Atividades recreativas: levar o ente querido para o lar de idosos significa oferecer variedade de atividades recreativas e sociais, promovendo o bem-estar emocional e mental dos residentes; 
  • Alimentação balanceada: a alimentação é um aspecto crucial da saúde dos idosos. Por isso, no Cora Premium proporcionamos refeições equilibradas e adaptadas às necessidades nutricionais individuais. Além disso, também são saborosas e aptas a despertar o prazer que uma boa refeição proporciona; 
  • Rede de apoio social: interação social é imprescindível para o bem-estar emocional, promovendo a socialização entre os residentes e proporcionando oportunidades para construir amizades e participar de atividades em grupo; 
  • Segurança e monitoramento: investimos em segurança e monitoramento para garantir a segurança dos residentes; 
  • Acesso a cuidados médicos: nossos profissionais cuidam da medicação, da fisioterapia e outros cuidados médicos regulares; 
  • Menor sobrecarga para a família: levar o ente querido para um lar de idosos de alto padrão alivia a carga física e emocional sobre a família. Assim, permite que os membros se concentrem em manter uma relação de qualidade com o idoso, ao invés de lidar com os desafios práticos do cuidado diário. 

Pensando em levar o ente querido para um lar de idosos? Então, conheça o Cora Premium! 

A decisão de levar um ente querido para um lar de idosos é complexa e única para cada família.  

Contudo, para aqueles que buscam uma opção que equilibre segurança, cuidado especializado e uma abordagem centrada no bem-estar emocional e físico, o Residencial Cora Premium é a escolha ideal. 

Nosso espaço se destaca por seu compromisso com a qualidade de vida dos residentes. Com instalações modernas e uma variedade de atividades sociais, proporcionamos um ambiente acolhedor e estimulante. 

E os cuidados ficam por conta de uma equipe altamente qualificada e multidisciplinar, incluindo médicos geriatras, enfermeiros, cuidadores, fisioterapeutas, farmacêuticos e nutricionistas. Todos eles dedicados em oferecer uma rotina eficiente de higiene, alimentação, exercícios e demais cuidados de saúde. 

Graças a essas diferentes especialidades, garantimos atendimento de qualidade que satisfaz às necessidades de cada idoso de forma personalizada e integral. 

Espaços de convivência amplos e agradáveis, sala para fisioterapia e ampla área verde, auxiliam a prática de atividades físicas e as de estímulo cognitivo, muito importantes para o tratamento de diversas doenças. 

Localizado na cidade do Rio de Janeiro, o Residencial Cora Premium é único e exclusivo, oferecendo alto padrão aos seus residentes.  

Agende uma visita! Saiba porque somos referência em oferecer uma experiência positiva e enriquecedora aos idosos que escolhem desfrutar dessa fase de vida em um ambiente inigualável. 

AGENDAR VISITA! 

Leia Também

Fale com a Unidade

Nossos canais de atendimento.